Caminhos entrelaçados

Caminhos entrelaçados

IMGP6490 - Caminhos entrelaçados

Há 40 anos, um grupo de pais e professores de São Paulo começava a unir forças para criar uma nova escola Waldorf na cidade. Era o impulso que daria origem ao Colégio Micael, embrião da comunidade que somos hoje.
Nessas quatro décadas, quantos encontros aconteceram neste chão que pisamos todos os dias? Quantos caminhos se cruzaram e quantos ainda irão se cruzar? Somando-se as pessoas que já passaram por nossa escola com aquelas que estão hoje aqui, chegamos a 2.543 alunos, 304 professores e funcionários e cerca de 1.200 pais e mães!
Para celebrar o aniversário do colégio, que será em 29 de setembro, os integrantes da Escola de Pais tiveram a ideia de criar um mosaico que simbolize esses tantos caminhos que se entrelaçam no Micael. O projeto, coletivo, começou a ser desenhado na última quarta por 12 pessoas do grupo.
A seguir, duas mães da Escola de Pais, que estão em momentos bem diferentes de sua trajetória no Colégio Micael, contam mais sobre o projeto:
“A Zita [coordenadora da Escola de Pais] havia me pedido para elaborar um desenho para o nosso projeto. Tracei alguns esboços, mas logo percebi que aquilo não deveria ser feito por mim. Inspirada na ideia do trabalho coletivo que envolve um mosaico e na trajetória que havíamos percorrido até aqui na escola, sugeri que o tema ‘caminhos’ fosse a nossa inspiração. Então, cada pai e mãe presente no encontro da última quarta pegou um giz e traçou o próprio caminho num grande papel. Cada trajetória foi se cruzando com outra e se transformando. E assim nasceu o desenho do mosaico para os 40 anos do Colégio Micael.”
Sandra Monteiro Borba, mãe de uma aluna do 2º ano e de outra do 6º, está há 9 anos traçando seu caminho na escola
“Acabei de chegar à comunidade do Micael. Participar da Escola de Pais tem sido muito bom e fazer parte do projeto de um presente para os 40 anos do colégio, um grande privilégio.  No segundo encontro que tivemos sobre o que poderia ser o nosso mosaico, contamos com a presença iluminada da Regina Steurer [arquiteta e mosaicista, mãe de um aluno do ensino médio] e entendemos que uma escolha como essa deve ser bem refletida e envolver toda a comunidade. O mosaico fica para sempre. Um mosaico numa escola é para todos. Ele é composto por muitas peças diferentes que, juntas, formam algo maior. E esse algo não deve ser uma escolha estética, deve ter um significado mais profundo. Percebemos como é importante que cada um do colégio se aproprie desse mosaico. Foi assim que surgiu a ideia de fazermos caminhos. O trabalho começou a nascer assim e tem sido uma experiência muito rica. Um caminho coletivo. E quanto mais pessoas participarem – alunos, professores, funcionários, pais – mais vida e sentido terão os caminhos do mosaico que ficará na entrada de nossa escola.”
Thais Roji, mãe de uma aluna do 7º ano e de um aluno do 3º ano. Iniciou sua trajetória no Colégio Micael há pouco mais de um mês
Percorra também esse caminho
Os encontros da Escola de Pais são abertos a todos e acontecem às quartas, das 7h30 às 9h, na sala de trabalhos manuais. O projeto do mosaico está sendo executado durante esses encontros e toda a comunidade escolar está convidada a fazer parte dele.
Também é possível colaborar doando pastilhas de vidro ou azulejos coloridos para compor a obra. Eles devem ter 3,7 mm de espessura.